Filosofia

Por que ensinamos Filosofia?

Há muito tempo, nós homens, tentamos entender o sentido da vida, os motivos que nos levam a amar ou odiar algo, a entender o que é bom e mau. Todas estas questões são filosóficas. E vão aparecer independentemente de serem ou não discutidas na escola. Quando os alunos têm filosofia como componente curricular, o assunto acaba fazendo parte do dia a dia.

Definir o que é filosofia não é uma tarefa tão fácil, pois a própria filosofia já foi pensada e repensada desde que o termo foi inventado por Pitágoras, por volta do século VI a.C. A palavra é formada por duas palavras gregas, “ philos ” que quer dizer amor ou amizade e “sophia” que quer dizer sabedoria ou conhecimento. Filosofia portanto seria amor pelo conhecimento, pela sabedoria.

A Filosofia é essencial no processo de escolarização, porque não se pode pensar em nenhum homem que não seja solicitado a refletir e agir. Abordar alguns dos principais temas da Filosofia Contemporânea, tais como: razão, conhecimento, ciência, política e moral possibilitam o desenvolvimento e compreensão da Filosofia a partir da reflexão crítica face ao contexto atual. Situar o aluno quanto aos seus direitos e deveres pressupõe, assumir uma atitude filosófica diante das diferentes situações do cotidiano e das circunstâncias e ambientes onde estiver inserido.

Algumas atitudes que serão pontuadas no ensino de Filosofia: responsabilidade em conduzir a vida de forma integrada e harmônica; respeito aos diferentes níveis de conhecimento em que as pessoas se encontram; perseverança nos questionamentos e consciência crítica frente à realidade; busca constante do diálogo, respeito e equilíbrio nas relações pessoais e interpessoais na sociedade; entre outras proposições.

 

Aline de Souza Melo

Carlos Samoel Leonardo​

Ensino Fundamental II – 6º ao 9º Ano

Ensino Médio